Destaques

  • Oi, eu fui educado em uma forma muito conservadora, com direitos a valore religiosos e tudo mais... Tenho muita insegurança quanto aos meus impulsos sexuais, e não consigo controlá-los, a tal ponto de já me sentir tentado a molestar uma criança e a manter relações sexuais com um animal(um cão). É como se fosse mais forte do que eu: uma curiosidade incessante de sentir o prazer sexual nos seus extremos, e depois que realizo o ato sinto-me frustado porque não corresponde ao que eu julgo ser mais saudável e aceitável. Tenho uma vida sexual ativa homossexual e heterossexual, e recentemente com um animal, um cão. Na relação HOMO, embora sinta prazer fico cheio de grilos, sinto-me fraco diante dos meus impulsos, é como se não fizesse parte da minha lucidez. Outro dia fiquei muito preocupado porque mantive uma relação sexual com um cachorro "ele me comeu". Isso mesmo! FIQUEI HORRORIZADO QUANDO O ANIMAL ESTAVA GOZANDO PORQUE VC SABE QUE O CACHORRO INCHA O SEU PÊNIS DE TAL FORMA QUE FICA ENORME, FIQUEI DESESPERADO PARA TIRÁ-LO DO MEU ÂNUS, E QUANDO CONSEGUI DOEU DEMAIS E VÍ UM POUCO DE SANGUE SAINDO PELO MEU RETO. ESTOU COM MEDO DE MIM MESMO! E DAS IMPLICAÇÕES FISIOLÓGICAS QUE POSSO CONTRAIR: POSSO TER ALGUMA DISFUNÇÃO INTESTINAL SENDO PENETRADO NO ÂNUS? Confesso que foi uma experiência muito ruim, mas a tal da curiosidade, que julgo ser mais uma COMPULSÂO, ainda permanece. TENHO UM PARCEIRO HOMOSSEXUAL NO MEU TRABALHO E JÁ DISSE-LHE QUE NÃO QUERO MAIS MANTER ESSE TIPO DE RELAÇÃO PORQUE FICO FRUSTRADO, MAS SEUS ASSÉDIOS ACABAM INCITANDO-ME A UM ATO COMPULSIVO, ENTÃO TRANSAMOS E LOGO DEPOIS FICO NESSE ESTADO QUE ESTOU AGORA... ANGUSTIADO COM MAIS UMA FRAQUEZA, UMA DERROTA... GOSTO TAMBÉM DE GAROTAS E TAMBÉM MANTENHO RELAÇÕES SEXUAIS COM ESTAS, E É JUSTAMENTE O CONTRASTE DESSA DUPLA SEXUALIDADE (SOMADA A OUTROS IMPULSOS COMO MASTURBAÇÃO, SEXO COM ANIMAL ETC...) COM OS VALORES QUE HERDEI TRAZ-ME UMA ANGÚSTIA, MUITO GRANDE E UM SENTIMENTO DE CULPA. POR FAVOR ME AJUDEM.

    FCSR, 20 Anos - Ver Resposta

    FCSR, como vai?
    Parece que essa situação foge do seu controle, não é? E pelo seu relato isso o deixa muito angustiado.
    Essas relações da qual você fala que ocorre tanto com homens como com mulheres, parece que acontece sem um envolvimento emocional, apenas como impulso. Já percebeu isso?
    Por outro lado, sinto que você além de angustiado está muito confuso, sem saber o que está acontecendo com você. Também existe a preocupação com os pensamentos envolvendo crianças e animais.
    É necessário que você procure ajuda. Do modo como você está, não conseguindo ter controle, muito provavelmente isso vai afetar outros aspectos da sua vida.
    Um psicólogo que trabalhe numa abordagem cognitivo-comportamental, pode ajudá-lo. Por isso fica aí a minha sugestão.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Doutor, tive alguns desentendimentos amorosos ao longo de minha vida, fato que me deixaram com insegurança em relação se vale a pena ou nao ter alguem somente para satisfazer meu apetite sexual... sendo que tenho feito de tudo pra sufocar esse apetite... nao que falte parceiros pra isso...o que parece é que eu nao quero so isso pra mim... esbarro tambem na questao religiosa...de que sexo so com o marido... mas nem sempre fui evangelica, e agora, embora nao esteja frequentando a igreja eu tento nao fazer nada que contrarie os dogmas por ela estabelecidos...mas sinto falta de sexo, e principalmente, de uma companhia...fico muito triste por isso... tento desviar minha atençao para outras coisas, como faculdade e trabalho... mas quando vejo alguem que acho bonito, fico imaginando coisas...e logo vem a culpa... terrivel vilã de minha vida...adoraria nao senti-la mas fazer o que...ela nao me deixa...rsrs...tem algum metodo pra que esses desejos sejam totalmente refreados, sera que existe alguem realmente ideal para cada um de nós... nao sei se estas perguntas lhe dizem respeito, mas nao tenho a quem recorrer...estou muito confusa...deu pra perceber nao é??? obrigada pela atenção...desde ja...bjos.

    Silvia, 30 Anos - Ver Resposta

    Olá Silvia.
    Entendo que essa situação que você está vivenciando não é nada agradável.
    Pelo que você descreve, parece que o sexo ocupa um lugar de muito destaque na sua vida, o que é muito saudável. Parabéns por isso.
    No entanto, você fala de uma culpa muito grande que tira o brilho e o prazer que o sexo pode te proporcionar. É muito ruim vivenciar a sexualidade, mas depois se sentir culpada. E os mecanismos para desviar sua atenção do sexo que você usa, também resultam num sentimento que te corrói por dentro, de acordo com você.
    Com esse contexto, estou entendendo que você não está bem. Que esse modo pela qual você está conduzindo sua vida, parece que não está dando certo, não é?
    Sabe Silvia, existem aspectos nas religiões que realmente são interessantes de serem observados e até mesmo usados por nós. No entanto, o problema passa a existir quando algumas crenças, doutrinas, dogmas, ocupam lugares de destaques na nossa vida sem se quer ser questionadas. É aí que acontecem os grandes conflitos, e quem aparece para infernizar a vida? A nossa conhecida CULPA.
    Como você muito bem disse: "a culpa é a terrível vilã de minha vida". E não é só na sua vida. Você já parou para pensar no que seria da maioria das religiões se não fosse a culpa? Será que teria essa mesma quantidade de fiéis?
    Sei que você tem muita vontade de viver sua sexualidade de modo saudável, sem culpa. Mas para isso será necessário questionar muito desses dogmas na sua vida. Viver dessa maneira, com culpa, não é saudável.
    Sua sexualidade parece ser muito desenvolvida, por isso, vejo que reprimir esse seu potencial só te fará mal.
    Seria muito bom, caso você não consiga se livrar dessas questões que te atrapalham, procurar um psicólogo para ajudá-la.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

Contato

  • (11) 5092-3898
  • (11) 93800-4469
  • contato@claudecy.com.br
  • Av. Bem-te-vi, 333 - Conj. 61 - Moema - SP

Mídias Sociais

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail