Destaques

  • Oi Dr. Claudecy. Eu achava que a mulher gozava (sair liquido, alem da lubrificação). Eu sinto um prazer muito bom, sinto muito tesão pelo meu marido. Então o que significa gozar no caso da mulher?( o do homem sabemos que sai os espermas). O que é orgasmo?E quando sabemos que estamos sentindo? P.S: Dr. quando nós fazemos sexo oral, eu sinto muito prazer, e tem um tempo em que eu sinto uma coisa mais forte, tento não me segurar (tipo relaxar deixar a coisa rolar - que as vezes eh impossivel) dai sinto uma tremedeira, minhas pernas fracas. Depois sinto uma vontade da penetração, dai depois de um tempo (ja penetrado) meu marido goza, mais tipo tenho mais prazer vendo ele gozar(rsrsr)... Isso eh orgasmo? Obrigado por estar me ajudando... Fico muito grata

    Simone, 30 Anos - Ver Resposta

    Oi Simone.
    Vamos separar algumas coisas. No homem, quando ele tem o orgasmo acontecem dois fenômenos: o orgasmo que é uma sensação física desencadeada pelo emocional (tesão) e o outro que é ejaculação. Apesar de esses dois fenômenos acontecerem juntos para a grande maioria dos homens, na verdade, são coisa distintas. Alguns homens podem ter o orgasmo sem ejacularem, por exemplo. Mas aí é outro assunto.
    No caso da mulher, só ocorre o orgasmo, a sensação física. Anatomicamente a mulher não tem como ejacular. Muitas pessoas confundem quando a mulher fica muito lubrificada com a ejaculação. Mas isso é verdade.
    Algumas mulheres ao atingirem o orgasmo urinam. E mais uma vez algumas pessoas confundem com ejaculação. Para algumas pessoas isso é excitante, para outras, constrangedor. Mas isso á facilmente contornável.
    Pela sua descrição parece que você atinge o orgasmo. Apenas não está sabendo administrar essa sensação tão gostosa. Quando você fala da vontade de relaxar após sentir uma tremedeira e as penas fracas, essas são sensações típicas de está sentindo o orgasmo. Falta agora você aprender a sentir isso com a penetração.
    Quanto ao prazer que você tem ao ver seu marido gozando, é comum essa sensação tanto para homens quanto para mulheres, pois além do prazer do momento você tem a sensação de que contribuiu para ele sentir o orgasmo. Isso é muito gratificante.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá, Dr. Claudecy, Estou casada há um ano, mas nosso namoro durou 10 anos. Ultimamente, meu marido só quer se masturbar. Eu pergunto se ele quer sexo e ele diz na cara que não e durante as masturbações dele, ele pede que eu fique o beijando na boca. To me sentindo um lixo!!!!

    Karol, 28 Anos - Ver Resposta

    Oi Karol.
    Entendo seu sofrimento, e não é para menos.
    É necessário compreender o que está acontecendo com ele. Mas ele precisará expressar o que sente para o entendermos.
    Esse comportamento pode ter duas origens: uma é com ele mesmo, questões que precisam ser resolvidas na vida dele. A outra possibilidade é com você. Ou seja, será que existe algo em você, como comportamentos, por exemplo, que estão contribuindo para que ele não queira transar com você?
    Seja lá qual for a origem, é preciso que ele fale, é preciso investigar.
    Pense na possibilidade de vocês procurarem um psicólogo para ajudar a entender o que está acontecendo.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • estou casada ha 2 anos e juntos fazem 12 anos meu marido é maravilhoso para mim, porém estou gravida de 5 meses, até o 3 mes fizemos sexo, agora ele nem toca no assunto, ja expliquei para ele que gravidez não é doença e que no meu caso não há contra-indicação porém ele diz que o psicologico dele não aceita tenho certeza que ele não tem outro relacionamento mas as vezes acho que ele me confunde com sua mãe, amiga ou irmã, observo que ele fica vendo mulheres nuas na net já conversamos a respeito e ele fica irritado se toco no assunto confesso me sinto muito mal com essa situação para ele esta tudo bem mas para mim não ele disse que não se deixa levar pelas aparencias que o relacionamento é muito mais do que atração porem porque ele fica olhando as mulheres nuas na net?ele diz que os homens gostam de ver e que ele ve continuará vendo e que não se importa com o que eu penso eu não estou suportando essa siuação e não sei como agir, porem tirando a sexualidade os demais assuntos do nosso relacionamento é perfeito nos damos muito bem em tudo

    Leka, 33 Anos - Ver Resposta

    Oi Leka.
    Sei que você deve estar aflita. Mas vamos com calma.
    É muito comum no período gestacional acontecer do homem não desejar fazer sexo. O mesmo pode acontecer com a mulher. Assim como existem aqueles casais que transam durante a gravidez normalmente. Não existe uma regra que diz que se um ou ambos não fizerem sexo durante a gravidez há algo errado. Cada caso precisa ser analisado individualmente.
    Do ponto de vista físico e psicológico, é importante para a mãe e para o bebê que o casal faça sexo. Isso porque as reações químicas desencadeadas pelo prazer do ato sexual faz o corpo da mulher produzir mais substâncias como a serotonina e endorfina, que além de darem a sensação de prazer, faz muito bem para o bebê, apesar desse não entender nada do que está acontecendo. Isso é maior quando se atinge o orgasmo.
    Quando atendo homens, mulheres ou o casal, e esses estão nessa fase, é muito comum eles falarem da não vontade de fazer sexo, e após a gestação, tudo volta a normalidade. Apesar de incentivamos o casal a fazer sexo nesse período, procurando meios para estimulá-los, por outro lado, muitos descrevem essas situações como algo mais forte que eles. Não têm vontade mesmo. Nesse caso, não podemos desconsiderar a influência da Biologia, da natureza. Por essa ótica, os corpos de ambos já entendem que a “missão do sexo” já está cumprida. Ou seja, agora a mulher está grávida e sua atenção e energia devem ser canalizadas para o desenvolvimento do bebê. É a natureza fazendo a parte dela.
    Há outra questão que parece que é o que mais está angustiando você. Vivemos numa sociedade em que “é função mulher dar prazer ao homem”, “caso contrário, ele irá buscar fora”. Pois é, isso tem muita influência no que muitas mulheres sentem, e parece que você não ficou fora dessa. Sinto uma preocupação muito grande em você ao saber que ele olha para outras mulheres, e claro, isso gera insegurança e receio que ele vá buscar outra. Eu diria, pega leve com ele e com você. Essa pressão e preocupação só vão atrapalhar.
    Há também em muitas mulheres a necessidade de fazerem sexo nesse período para se sentirem desejadas pelo parceiro, já que o corpo muda e isso pode trazer insegurança a mulher.
    Você diz que às vezes ele parece confundi-la com a mãe dele, isso sim, pode ser um problema. E poderá ser maior depois que o filho nascer. Isso precisa ser arrumado.
    Desejo que seu bebê nasça e cresça muito saudável e que o casal se acerte e viva bem.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Como se explica essa vontade de ver a mulher transado com outro (ou outros) na frente do marido? De onde pode vir eesa fantasia? Não sabia que era fato tão presente na vida de vários homens, me incluo entre eles. Obrigado e parabéns pelo site.

    Alexandre, 34 Anos - Ver Resposta

    Olá Alexandre.
    Obrigado pelos elogios.
    Não existe uma única causa. Somos diferentes e por isso reagimos a estímulos de modo diferentes.
    De todos os casos que já atendi com essa queixa, as origens foram diferentes.
    O que é importante verificar é o sentido/motivo (além do prazer) que leva cada um a praticar essa forma de sexo. Isso é muito particular.
    Existem aqueles que encontram nessa maneira de sentir prazer, o modo de serem humilhados (para essas pessoas isso é muito prazeroso), outros para terem o consentimento da parceria para transarem com outras pessoas, outros para realizarem uma fantasia (e só isso e nada mais), outros porque começaram a fantasiar com essa situação, outros foram expostos a estímulos como esse e desenvolveram essa forma de prazer... Além dessas possibilidades, há várias outras. Ou seja, cada caso precisa ser analisado separadamente.
    Mas é importante salientar que, o que dever ser visto como um sinal de alerta é se há sofrimento, se a há brigas porque a parceira não aceita, se a relação corre perigo... Esses são alguns dos sinais que devem ser vistos como alerta, e nesse caso é importante procurar um psicólogo para ajudar.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Eu tenho bulímia, sei disso. Mas não queria pedir ajuda para minha família. Faço terapia, mas ñ contei para o psicólogo do meu problema por medo dele contar para minha mãe. Acho que transtornos correm na minha família. E também acho que preciso dos remédios, pois durante uma semana eu tomei Fluoxetina e me senti ótima. O que eu faço? Quero ficar boa, mas sem engordar.

    Ana , 17 Anos - Ver Resposta

    Oi Ana.
    Que legal que você está pedindo ajuda. Apesar de não nos conhecermos, obrigado pela confiança em compartilhar esse assunto tão íntimo.
    Esse é um assunto que dificilmente se consegue resolver sem ajuda de profissionais que entendam do assunto. Você já está fazendo terapia, o que é muito bom. E saiba que nós profissionais somos treinados para conduzir casos assim, difíceis. Você verá que com um voto de confiança esse profissional poderá te ajudar mais ainda.
    Em muitos casos como o seu, é comum que haja esse medo dos pais saberem, eu entendo. Mas o que fazer se você precisa deles para algumas ações? Uma coisa que pode ajudar muito, é o psicólogo que está cuidando de você, quando souber do caso, convidar seus pais para um diálogo. Ele saberá como conduzir essa conversa e seu caso. Dessa forma, não tenho dúvidas que você ficará boa logo.  

  • ola doutor! sou casado com uma mulher maravilhosa em todos os sentidos...mais tenho muita vontade de ver ela com outro homem;nao sei por que tenho essa vontade mais isso esta se tornando um problema ja que nao tenho coragem de pedir isso a ela;tenho receios dela achar que nao amo mais ela..fantasio isso a todo momento e sinto muito prazer quando outros homens olham para ela na rua...o sr acha que devo falar isso a ela?

    Alex, 32 Anos - Ver Resposta

    Olá Alex.
    Imagino que isso esteja te perturbando.
    Mas é importante separar o que é fantasia de realidade e o que está motivando essa vontade.
    Várias coisas podem estar motivando você a ter essa vontade, e isso é o que precisa ser investigado.
    Como as possibilidades são muitas, seria bom você conversar com um psicólogo para analisar de modo individual seu caso.
    Quando uma fantasia chega a incomodar ou se tornar a única forma de prazer, é bom procurar ajuda.
    Quanto ao medo de sua esposa achar que você não a ama mais, é possível que isso ocorra, como pode ser que não, existe até a possibilidade dela gostar dessa fantasia. Mas é bom que vocês saibam que não necessariamente essa fantasia significa que você não a ama, mas sim, que apenas tem essa fantasia.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Ola, doutor eu os vários comentários sobre o vaginismo, no entanto, continuo com muitas dúvidas.Primeiro gostaria de saber se o vaginismo é uma impossibilidade fisica de ser penetrada por o pênis ou é algo ligado oa emocional.Pois, eu doutor apesar de ter desejo sexual, ficar lubrificada não consigo ser penetrada e falo isso depois de inumeras tentativas de manter relações sexuais, pois fico apavaorada somente com a ideia de ser penetrada.eu mantive relações sexuias somente uma vez mas foi uma transa imcopleta apesar da paciencia de meu namorado pois como era minha primeira vez sentir um pouco de dor mas depois desse dia nunca mais consegui relaxar e fico apavorada só em pensar em ser penetrada.Por favor me diga é incapacidade fisica ou é um problema ligado ao emocional.Piois,tenho desejo e geralmente esta tudo andando muito bem quando chega a hora da penetração ghego ao absurdo de serra as pernas para que não haja qualquer contato entre o pênis e a vagina.E o pior que geralmente os parceiros que tive pensam qque estou brincando com eles ou mesmo por que ficou fazendo caprichos mas é algo muito triste para quem tem essa dificuldade.Já pensei em procurar um psicologo ou um ginecologista mas tenho muita vergonha. Por favor me ajude. Ogrigada!!!

    Elizabeth, 27 Anos - Ver Resposta

    Oi Elizabeth.
    No vaginismo não existe nada fisicamente. Porém fatores psicológicos (emocionais) exercem um comando no físico de modo que este reage se fechando. Por isso a impossibilidade de penetração.
    É normal que as mulheres com vaginismo tenham desejo, se excitam e fiquem lubrificadas.
    Esse comportamento de "serrar" as pernas é uma reação, uma defesa e dessa maneira não vai conseguir mesmo. Com isso fica difícil levar uma relação adiante.
    É importante que você procure um psicólogo que seja especialista em sexualidade para resolver sua questão.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Olá Dr. Fiz 18 anos a pouco tempo e gostaria de esclarecer algumas duvidas em relaçao a Anejaculação . Vamos la : Mantenho relaçoes sexuais dos 13 anos pra cá mas so consegui a ejaculaçao no ato da penetraçao uma unica vez (quando perdi a virgindade aos 13 anos) . O mais estranho é que consigo ejacular quando me masturbo sozinho mas nao consigo quando estou transando e nem quando minha namorada ou qualquer outra mulher me masturba . Durante o ato sexual penso em assuntos cotidianos ,em trabalho ,em estudo ,em meu futuro ... Consigo manter a ereçao o tempo que eu estiver acompanhado ,tive relaçoes com mulheres de muito mais idade que eu e as fiz Cansar ... Sempre tento gozar mas nao consigo , entao por isso sinto sempre que nao acabou ... Gostaria que pudesse me Ajudar . Desde ja ,muito Grato .

    Felipe, 18 Anos - Ver Resposta

    Fellipe, pela sua descrição parece ser um caso de anejaculação mesmo.
    Perceba que você diz que durante o ato sexual você pensa que coisas cotidianas e não no ato sexual que está acontecendo. Isso precisa mudar, caso contrário o problema persistirá.
    Para que você desfrute da relação bem como de uma boa refeição, de uma brincadeira, de uma conversa... é preciso que você esteja presente naquilo que está fazendo, ou seja, com a atenção focada naquele contexto. Isso fará você se envolver, entrar em contato com a emoção, e então você conseguirá atingir o orgasmo, o que é muito bom e importante para você bem como para quem está com você.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Doutor, tenho 17 anos, e descobri muito cedo que sou homossexual. Vivo em grande sofrimento por ser assim diferente dos outros. Observo meus amigo e eles são muito diferente de mim. Venho optando a cada dia para o isolamento e tenho sofrido dia a dia, por ser assim. Frequento uma igreja e vejo um tremendo preconceito em relação a homossexuais e lá diz que é um dos maiores pecados etc. Doutor, sinceramente, não sei mais o que fazer. A minha vida está uma bagunça desde que descobri isso.Muitas veses vem pessamentos de morte, ou seja, penso em suicídio. O que eu devo fazer para acabar com esse sofrimento? Me responda, por favor. Obrigado!

    Bruno, 17 Anos - Ver Resposta

    Olá Bruno, que bom que você está buscando ajuda.
    De fato, vivemos uma sociedade muito preconceituosa.
    Compreendo seu sofrimento. Sei que é muito ruim não ser entendido, sentir o preconceito dos amigos e na igreja. É claro que o seu afastamento nada mais é do que um reflexo do modo como o tratam e lidam como assunto da homossexualidade.
    Infelizmente a igreja que tem um discurso que muitas vezes vai para o lado da hipocrisia, pregando igualdade e que "todos somos filhos de Deus e iguais perante ele", acabam pecando gravemente com esse preconceito.
    Bruno, ser homossexual não é crime, não tem nada de errado com você, mas infelizmente tem de errado na cabeça de muitas pessoas ainda ignorantes com relação a esse assunto.
    Á homossexualidade não é esse pecado terrível que eles pregam. Você não vai deixar que ir para o céu ou ser salvo por Jesus por ser homossexual (se é que essa idéia de ser salvo e ir pra o céu tem fundamento).
    Esses sentimentos que você tem não contribuem para o seu bom desenvolvimento. É importante você compartilhar desses sentimentos com pessoas que o aceite como você é, que compreenda de fato o que é a homossexualidade e que respeito você. Por isso, procure lugares e pessoas para isso. Ficar se isolando não é bom, não ajudará em nada, muito pelo contrário, deixará você triste e deprimido.
    Sugiro também que você pesquise leia muito sobre a homossexualidade, não para discutr com as pessoas, mas sim para ajudá-lo a entender que você não é doente por ser homossexual.
    Se possível, vá a um psicólogo. Esse profissional pode ajudá-lo muito a lidar com esses sentimentos e situações.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

  • Dr. Peço que se possível responda esse email de forma URGENTE. Pode ser que pra o Dr. isso seja uma pergunta normal, mas há uma situação que está atrapalhando meu relacionamento. Meu namorado tem 25 anos e sente enorme prazer no ânus, pede pra que eu acaricie, introduza objetos maiores que meu dedo ou o dedo simplesmente. Diz coisas como quem quer algo maior dentro dele. Quer gozar ás vezes enquanto eu o acaricio. Pergunto: Permito que ele goze enquanto eu faço carícias? Isso não pode despertar algum tipo de homossexualidade nele? Ele pode ser bissexual? Por favor me ajudo Dr, pois não quero me relacionar com um homo ou bissexual. Obrigada

    Dayane, 25 Anos - Ver Resposta

    Oi Dayane.
    Não existe nada que "cause" a homossexualdiade.
    Ele aprenseu a sentir prazer dessa maneira, o que parece estranho para você. Mas isso não significa que ele seja homossexual ou bi. Por isso, não há nada de errado em gozar dessa maneira.
    O que é preciso ficar atenda é se isso se torma uma rotina, se somente dessa maneira ou na maioria das veses ele prefere assim e com isso deixa de lado o que seria o "normal".
    È importante você olhar para seus sentimentos também. Se esse tipo de prática te agride, faz você se sentir mal, pense como você se sentirá a longo prazo também.

    Um abraço
    Claudecy de Souza
    Psicólogo – 06/69861
    Terapeuta Sexual
    Psicólogo Comportamental Cognitivo
    www.claudecy.com.br | contato@claudecy.com.br

Contato

  • (11) 5092-3898
  • (11) 93800-4469
  • contato@claudecy.com.br
  • Av. Bem-te-vi, 333 - Conj. 61 - Moema - SP

Mídias Sociais

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail